coleção viver básico – pôster#4: Hugo Frasa

abril 10, 2015

Hugo Frasa, quarto convidado da nossa coleção viver básico, começou a se envolver com fotografia aos 17 anos, quando ganhou uma máquina fotográfica Nikon analógica de presente. Cursando artes plásticas, fazia experimentos no laboratório de fotografia da faculdade, testando diferentes processos de revelação de filmes, o que fez com que se encantasse mais e mais por este universo.

H_FRASA-BASICO

Após anos trabalhando na área, começou a buscar novas direções para seu trabalho e interessou-se pelo desenho e pintura, campos aos quais dedica a maior parte do tempo hoje em dia. Incorporando elementos geométricos em suas criações, Hugo nunca abandonou totalmente a fotografia. O que antes era mais industrial, hoje é mais orgânico com a utilização de materiais como palha e madeira. Sempre experimentando coisas novas, acredita que é este o caminho que pretende seguir. Pelo menos por enquanto.

HugoFrasa01

HugoFrasa03

Como hobby, há anos Hugo faz trilha sonora para marcas de moda e eventos como Fashion Week, que você pode conferir neste link.

Junto com outros novos artistas, como Pedro Maia e Bruno Rios, Hugo participa de uma mostra coletiva na galeria Emma Thomas até o dia 9 de maio, que trata de reflexões sócio-políticas não militantes ou panfletárias, mas não menos potentes em mensagens afinadas com o “agora” e a massiva e superficial avalanche imagética contemporânea.

A partir da utilização de materiais como papel, madeira e palha, Hugo Frasa apresenta na série .d.e.r.i.v.a. um ideário incerto e sem rumo, segundo ele mesmo. São deslocamentos territoriais como se continentes ou placas se reagrupassem e então se reorganizassem, numa experimentação intuitiva das teorias da “geometria sensível”. As monocromáticas composições se aventuram a entender se a soma das partes é diferente da interação das mesmas e em que sentido o “Todo”, caminha em uma mesma direção mesmo sem conexões eventuais.

Hugo tem forte influência da produção dos 60 e 70 nacionais, mas opera sem expectativas ou ambições através de seus esquemas, a matemática lúdica das dificuldades nos relacionamentos interpessoais.

Seu trabalho múltiplo e atual nos inspira, temos o maior prazer de imprimir uma das obras de Hugo no poster que encarta nossas embalagens.

Para conferir a exposição:

PASSAGEM PAISAGEM / Galeria Emma Thomas
Mostra Coletiva: Bruno Rios, Sara Não Tem Nome, Pedro Maia, Hugo Frasa e Victor Leguy
Quando: até 9 de maio
Horário: de segunda à sexta das 11h às 19h
sábados das 11h às 17h